Loading...

sábado, 19 de novembro de 2011

FORA DA ONDA





A onda existe.
Há a onda do que é bonito.
Há a onda do que é bom.
Há a onda do que é correto.
O que fazemos com a onda, que nos força a pensar de certo modo, gostar de certas coisas, aprovar determinadas atitudes?
Uns gostam da onda, procuram saber qual é a onda e buscam cavalgar na sua crista. Numa loja de tintas, por exemplo, ouvi um consumidor perguntar pela cor que estava vendendo mais, pois seria a que iria comprar. Os vendedores, farejando este tipo de consumidor, sempre recomendam os produtos que atendam às tendências da onda.
Outros seguem a onda, mas não sabem porque. Como só conhecem a onda, para eles só existe a onda.
Há também aqueles que tentam fugir da onda. 
Por melhor que seja, a onda é péssima, porque não é algo que sai de dentro de nós, mas vem de fora. É sempre uma imposição.
O salmo 1 diz que feliz é quem não vai na onda (pois “não segue o conselho dos ímpios, não imita a conduta dos pecadores, nem se assenta na roda dos zombadores!), porque sua satisfação é outra. 
Os donos da onda nos impõem que filme ver, que livro ler, que pensamento ter, que atitude desenvolver, que alimento comer, que líquido beber, que palavra dizer, a que moda ceder, mas nenhum de nós precisa estar na onda para ser feliz.
Há vida fora da onda.

ISRAEL BELO DE AZEVEDO

Nenhum comentário: