Loading...

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Em cima do muro




Leitura: João 12:42-43

Qualquer que seja a razão de irmos ou não a Jesus, ela será egoísta. Vamos a ele por estarmos doentes, necessitados ou perdidos, e o evitamos por medo de perder família, amigos ou posição na sociedade. É o caso deste capítulo 12, que diz que "muitos dos principais creram nele, mas não o confessavam por causa dos fariseus, para não serem expulsos da sinagoga. Porque amavam mais a glória dos homens do que a glória de Deus". Hoje diríamos que ficaram em cima do muro.

Em sua salvação não há nada de que você possa se gloriar. Ela vem de Deus, não de você. "Não vem das obras, para que ninguém se glorie; porque somos feitura sua [de Deus], criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas". Isso não agrada o ser humano, que adora ser bajulado pelos seus feitos. Para não perderem as regalias que têm em sua religião, alguns judeus aqui creem em Jesus, porém não o confessam como Senhor e Salvador.

Todavia, a Palavra de Deus é bem clara ao afirmar, na carta aos Romanos, que "se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação" Rm 10:9-11.

Este capítulo fala dos que não confessavam publicamente sua fé em Jesus por medo de perderem sua posição no arraial da sociedade e religião. Você acha que isso mudou com a Igreja? Os cristãos são feitos da mesma carne que eles, portanto era de se esperar que dessem um jeitinho para que a fé do coração e a confissão da boca pudessem ser exercitadas, sem, contudo, perderem o gostinho da bajulação humana.

Por isso você encontra hoje muitos grupos de cristãos que criaram seus próprios meios de garantir um recheio para o ego. Primeiro, os dons como evangelista, pastor e mestre - que não são a mesma coisa que talentos como a habilidade de cantar, falar ou escrever - viraram títulos honoríficos como os que usamos para autoridades civis e militares.

Depois foram criados cargos eclesiásticos como diretor disso e presidente daquilo. Até mesmo títulos como "Reverendo", que a Bíblia só usa para Deus, passaram a ser usados por homens comuns e foram criados cursos de teologia que concedem títulos honrosos como "Doutor em Divindade". O ego adora essas coisas.

Não se engane: Jesus não teve qualquer honraria no arraial do judaísmo. Ele só experimentou desonra, vergonha e desprezo. Hoje existe igualmente uma espécie de "arraial da cristandade", e a admoestação de Hebreus 13 vale para nós também: "Saiamos até ele [Jesus], fora do arraial, suportando a desonra que ele suportou".

Vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=cLGuo-zFfCo

Entrega o teu caminho ao Senhor


Entrega o teu caminho ao Senhor, confia nele e ele tudo fara (Salmos 37:5).

O caminho que nós estamos caminhando não é uma caminhada qualquer, sem rumo, sem propósitos e sem esperança, esta caminhada tem um grande propósito, é nos levar para nova Jerusalém, a Canaã celestial onde há uma esperança para cada um que chegar lá. Mas para chegar até Canaã nós temos que passar por vários obstáculos como: mar bravio, sol escaldante, noites escura, gigante e vales... Por isso temos que ser determinados para vencer. Nesta caminhada você pode se deparar com o mar e o vento muito forte, e o mar levantando suas ondas... Meu amado não saia do barco, só se Jesus mandar você sair, porque ele está no barco e vai acalmar o vento e a fúria do mar, e haverá uma grande bonança. Quando você estiver passando pelo deserto, saiba que lá não é lugar de morada, mas só de passagem. Passar pelo deserto não é fácil, é doloroso, porque o Sol é escaldante, a noite é muito perigosa, mas o Senhor te diz: “Eu te cobrirei com as minhas asas e debaixo delas você estará seguro. A minha fidelidade o protegerá como um escudo. Você não terá medo dos perigos da noite, nem de assaltos durante o dia. Não terá medo da peste que se espalha na escuridão nem dos males que matam ao meio-dia. Porque você esta escondido no esconderijo do altíssimo”. (Salmos 91)
Aleluia!! Glória a Deus!! Quando você se deparar com o gigante em sua frente pronto para te atacar, você vai dizer como disse o salmista: “Quando eu a ti clamar, então retrocederão os meus inimigos, isto sei por que Deus está comigo”. Aleluia!!! Mediante as nossas orações e o agir de Deus, os nossos inimigos fogem e a vitória é nossa em nome de Jesus. Quando você estiver no vale, lembre-se que é só uma passagem, uma passagem difícil eu sei, porque os dias no vale são turvos, as noites são sempre mais escuras, no vale ninguém te vê, no vale ninguém te escuta, você grita mas não obtêm resposta... você se sente uma pessoa abandonada, mas é aí que entra o consolo de Deus... O salmista Davi nos salmos 23:4 ele diz: “Mesmo quando eu andar por um vale de trevas e morte, não temerei perigo algum, pois tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me protegem”. Bendito seja o nome do Senhor!!
Portanto meus amados, vamos caminhar firme neste caminho maravilhoso porque o Senhor esta conosco, o Deus de Jacó é o nosso refugio. A palavra de Deus em Isaías 54:10 nos diz:
“As montanhas podem desaparecer, os montes podem se desfazer, mas o meu amor por você não acabará nunca, e a minha aliança de paz com você nunca será quebrada. É isso o que diz o SENHOR, que tem amor por você”.

(Pastor Ezequiel Ferreira)

terça-feira, 2 de outubro de 2012

O que realmente importa?





Conta-se que uma mulher caminhava por uma região montanhosa com seu filhinho ainda bebê no colo. Havia muito tempo que eles estavam caminhando, estavam cansados e tinham passado fome, sede, cansaço ao longo deste caminho.

Um dia, porém, estava chovendo e a mulher encontrou uma caverna, sempre com o bebê no colo entrou na caverna e ao longe viu uma pequena luz, foi caminhando ao encontro dela e encontrou uma porta, quando se aproximou a porta se abriu e havia uma sala repleta de ouro, pedras preciosas e riquezas com as quais ela nunca havia sonhado.

Com os olhos ofuscados pela beleza de tantas riquezas, a mulher ouviu uma voz que dizia:

-Dentro de uma hora a porta por onde você entrou irá se fechar para sempre. Pegue tudo o que quiser, mas não se esqueça do que realmente importa!

A mulher colocou seu bebê no chão e rapidamente começou a pegar todo o ouro e pedras preciosas que seus braços pudessem carregar. O tempo foi passando e ela nem percebeu. Novamente aquela mesma voz repetiu:

-Pegue o que quiser, mas não se esqueça do que realmente importa!

Naquele mesmo instante a porta começou a se fechar e a mulher saiu correndo, temendo ficar presa para sempre naquele lugar. E ficou feliz ao perceber que tinha conseguido sair antes que a porta se fechasse completamente. Mas em meio aquela correria ela se deu conta de que havia se esquecido de uma coisa, o que ela tinha de mais precioso na vida: seu bebê. Então ela se lembrou da voz que dizia:

-Não se esqueça do que realmente importa!

Ela havia se iludido com toda a riqueza que talvez jamais pudesse adquirir ao longo de toda a sua vida e se esquecido do que realmente importava e agora era tarde demais, seu bebê estava perdido para sempre.

Quantas vezes em nossas vidas damos importância ao trabalho, aos estudos, às nossas conquistas materiais e nos esquecemos dos mais preciosos bens que o Senhor nos deu?

Nossa família, nossos amigos, são preciosidades...

Jesus nos deixou uma valiosa lição quando disse:

"Pois, que aproveitaria ao homem ganhar todo o mundo e perder a sua alma?" Marcos 8:36

De que vale conseguirmos conquistar fama, reconhecimento, dinheiro e bens materiais se não tivermos o mais importante, a presença de Deus em nossas vidas e as pessoas que amamos ao nosso lado para compartilhar conosco cada conquista?

Desconheço o Autor

“Pois onde estiver o seu tesouro, aí também estará o vosso coração.” Mateus 6.21

ELOGIO DO OTIMISMO


 


Toda vez que despertamos, a vida começa de novo.
Para uns, isto é um fardo pesado a ser carregado.
Para outros, é alegria que faz seus olhos brilharem.
Muitos fatores formam a base do pessimismo que torna amarga a vida.
O mesmo se pode dizer com relação ao otimismo que adoça as horas do dia.
Passar a vida arrastando os pés torna mais lenta a caminhada.
Os otimistas podem bater de cara numa parede feia, mas é um risco que vale a pena.
"Eu prefiro ser realista", dirá alguém, mas o realismo não é neutro e penderá para o pessimismo ou para o otimismo.
Respeitada a escolha de cada um, é bom pensar no dia que se abre como uma oportunidade de reinventar a nossa vida.
É bom começar o dia avaliando as realizações e frustrações de ontem, para fazer melhor hoje.
É bom assumir o compromisso que há uma vida a ser escrita e isto se faz a cada dia.


Israel Belo de Azevedo